20
Ter, Ago

Sistema Cantareira entra em estado de alerta com 39,7% da capacidade

Vista aérea da represa do Jaguari, na cidade de Bragança, no interior de São Paulo (Foto: Luis Moura/WPP/Estadão Conteúdo)

Texto
  • Minusculo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

 O Sistema Cantareira entrou em estado de alerta e está operando com 39,7% da capacidade nesta segunda-feira (30). Na prática, o estado de alerta (igual ou abaixo de 40%,) reduz a quantidade de água que a Sabesp pode retirar do manancial de 31 mil litros por segundo para 27 mil litros por segundo.

De acordo com as novas regras da operação anticrise hídrica publicada pela Agência Nacional de Água (ANA) em 2017, o sistema entra automaticamente na faixa 3, de estado de alerta, quando fica abaixo de 40%. Acima de 40% até 59,9%, o estado é de atenção. Para ser considerado normal, precisa chegar a 60%.
O estado de alerta começou no domingo (29), após o reservatório chegar a 39,9% de sua capacidade.
De acordo com a Sabesp, a restrição de retirada de água não é um problema porque a companhia já vem economizando.

Em julho, a Sabesp retirou 22,19 mil litros por segundo do manancial. Nos últimos 13 meses, a Companhia poupou 25% do que estava autorizada a retirar do sistema. Foram economizados 245,8 bilhões de litros do volume útil, de acordo com a empresa.

São Paulo tem previsão de chuva


A situação do Sistema Cantareira pode começar a melhorar nas próximas horas. A previsão é de chuva em São Paulo nesta segunda e terça-feira (31) depois de 47 dias de seca.

Pancadas de chuva estão previstas para quase todo o estado durante a semana. Depois que a frente fria passar, o vento começará a soprar do mar e deixará o tempo mais nublado, com chances de chuva na região metropolitana até o sábado (4).

Alto Tietê Online