20
Ter, Ago

Irmãos de 84 e 86 anos são resgatados em meio a vermes, entulhos, com pouca comida e remédios vencidos em MT

André Rodrigues da Silva. — Foto: TJ-MT/Assessoria

Ferramentas
Texto
  • Minusculo Pequeno Médio Grande Gigante
  • Padrão Helvetica Segoe Georgia Times

No local só havia arroz, feijão e açúcar para comer, um dos colchões estava cheio de vermes, os dois estavam sem tomar banho há meses e havia vários medicamentos vencidos.

Dois idosos, de 84 e 86 anos, foram resgatados após serem encontrados vivendo em condições totalmente degradantes, passando fome, sem medicamentos, em meio a parasitas, entulhos e matagal, isolados no Vale Abençoado, vilarejo do município de Santo Antônio de Leverger, a 35 km de Cuiabá.

Eles foram encontrados por profissionais do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) durante o programa “Ribeirinho Cidadão”.

Os irmãos André Rodrigues da Silva e Abílio Rodrigues da Silva estavam morando sozinhos no local há mais de 20 anos.

Nos últimos anos, com a idade avançada, as funções rotineiras se tornaram muito dificultosas, pois ambos possuem catarata em estágio avançado, de modo que a visão é muito limitada. André não consegue ficar ereto por patologias graves na coluna enquanto Abílio também tem problemas auditivos e ambos são hipertensos.

Abílio Rodrigues da Silva — Foto: TJ-MT/Assessoria

A coordenadora do Creas, Carla Ito, recebeu a denúncia e foi até o local.

Quando ela chegou ao casebre onde os idosos moravam, se assustou com a situação. Ela conta que só havia arroz, feijão e açúcar para comer, um dos colchões estava cheio de vermes, a casa toda tinha mau cheiro, os dois estavam sem tomar banho há meses e havia vários medicamentos vencidos.

Imediatamente, a coordenadora mobilizou a equipe do projeto, que tomou todas as medidas possíveis para auxiliá-los. Abílio e André foram levados até o local onde estavam sendo realizados os atendimentos no Vale Abençoado, no dia 24 de fevereiro, passaram por avaliação médica, receberam medicamentos, tiveram seus documentos checados, bem como os benefícios da aposentadoria – que, de acordo com informações preliminares, estavam sendo sacados por familiares sem o repasse devido aos idosos.

A equipe do Creas esteve novamente na residência dos idosos no dia 27 de fevereiro para elaborar o relatório psicossocial, a fim de subsidiar os próximos trâmites legais que serão feitos pelo Ministério Público Estadual.

O Projeto Ribeirinho Cidadão é desenvolvido pelo Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso junto com a Defensoria Pública e demais parceiros para levar dignidade, justiça e serviços de saúde à população ribeirinha do baixo pantanal. Este ano o projeto foi realizado entre os dias 4 e 25 de fevereiro.

 

 

Alto Tietê Online