Cartórios eleitorais do Alto Tietê abrem neste sábado para cadastramento biométrico

Mesmo cartórios nas cidades em que biometria não é obrigatória vão abrir as portas neste fim de semana. — Foto: Renata Igrejas/Inter TV

O objetivo é aumentar o volume de eleitores com biometria cadastrada. Eleitores de cinco cidades da região devem se adequar até o final do ano.

Os cartórios eleitorais do Alto Tietê abrem as portas neste sábado (13) com o objetivo de aumentar o número de eleitores com a biometria cadastrada. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em cinco cidades da região o cadastramento é obrigatório e o prazo termina em 29 de dezembro. Ainda assim, as unidades de todas as cidades abrirão as portas neste sábado.

A biometria consiste na coleta de impressões digitais, foto e assinatura. Trata-se de um procedimento simples e rápido, durando em torno de 15 minutos. Os eleitores serão atendidos das 8h às 13h, com agendamento prévio no site do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).

Até o fim do ano, eleitores de Arujá, Ferraz de Vasconcelos, Poá, Salesópolis e Santa Isabel obrigatoriamente terão que fazer a biometria, mas o Tribunal Regional alerta que é importante todos se anteciparem. Em toda a região, apenas 29% do eleitorado é cadastrado na tecnologia.

As unidades do Poupatempo com serviços eleitorais vão seguir o seu funcionamento normal no dia 13. O agendamento para esses locais é realizado no site do Poupatempo.

Biometria obrigatória
Em 478 municípios paulistas, os eleitores estão convocados a fazer a biometria, em caráter obrigatório. Essas cidades somam mais de 11,7 milhões de cidadãos aptos a votar, dos quais apenas 4,9 milhões já tiveram as impressões digitais coletadas pela Justiça Eleitoral (42,15%).

O ritmo lento de coleta da biometria preocupa o TRE. No primeiro trimestre do ano houve 250 mil atendimentos por mês, metade do número esperado. O receio é de concentração da demanda no final do período, uma vez que muitas pessoas deixam providências desse tipo para os últimos dias. Por isso, é importante o comparecimento o quanto antes.

Maior colégio eleitoral do país, o Estado de São Paulo conta com 33.237.521 eleitores, dos quais 15.923.050 (47,91%) têm dados biométricos coletados. A meta do Tribunal Superior Eleitoral é chegar a 2022 com 100% do eleitorado brasileiro com biometria.

Documentos necessários
No momento do atendimento, o eleitor deve levar documento oficial de identificação e comprovante de residência. Se tiver o título, deve apresentá-lo também. O documento oficial de identificação precisa ser original, com foto, como RG, carteira de trabalho e carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal.

O comprovante de residência (contas de água, luz, telefone, celular, bancárias) deve conter o nome do eleitor e o endereço e ser recente– até três meses de emissão.

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.