18
Seg, Mar

Buracos atrapalham a rotina de moradores do Distrito de Palmeiras, em Suzano

Suzano

Moradores contam que já pediram providências da Prefeitura, mas acabam tapando os buracos por conta própria.

As condições precárias das ruas do Distrito de Palmeiras, em Suzano, afetam muitos serviços. Os problemas na Rua José Guerreiro, por exemplo, acontecem há mais de dez anos, segundo moradores.

Alexandre Menezes é engenheiro civil e disse que já fez pedidos para a Prefeitura. “Eles prometeram que iriam asfaltar essa rua. Veio uma engenheira da Prefeitura conversar comigo, que fez um projeto e ficaram de fazer. Passou um ano e a rua está esburacada novamente. Nós, moradores, temos que tapar os buracos para poder entrar em casa. A gente conversa com o pessoal e dizem que está na programação de asfaltar e isso já tem 18 anos. Com essa gestão, já tem um ano que eu reclamo e eles não fazem nada.”

Os moradores explicam que a cada ano a situação piora e, para tentar amenizar o problema, muitas vezes são eles quem tapam os buracos da rua. “Tem dias que o lixeiro não sobe, o carro da gente não sobe para levar uma criança na escola, ambulância não consegue subir, é muito terrível. Se os moradores não tapam, não subia mais nem carro particular”, conta Raimundo Lobo.

Alexandre diz ainda que chegaram a entrar com um processo no Ministério Público, mas não foram ouvidos. “Em 2014, eu fiz uma reclamação junto ao MP e também não tomaram providência e isso vai se arrastando”, completa Alexandre.

A Avenida Avelino Mariano Pena, principal via de acesso aos bairros da região, também está esquecida. Os problemas incluem buracos na via, bocas-de-lobo abertas, valas enormes e falta de calçadas.

“A gente tem problemas com segurança, os ônibus escolares, van, ônibus de linha e é muito buraco. As condições são precárias. Nesses dois anos da atual administração, eles vieram, jogaram pó que não durou 15 dias e continuou a buraqueira”, afirma o empresário Deyves Moreira.

Em nota, a Secretaria de Manutenção e Serviços Urbanos de Suzano disse que a Avenida Avelino Mariano Pena é uma vicinal, de responsabilidade do estado e por isso é preciso buscar uma solução junto ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Já sobre a Rua José Guerreiro, a secretaria disse que está recebendo novos maquinários, o que deve agilizar os serviços de manutenção. Os trabalhos vão ser feitos quando esse período de chuvas diminuir.

O DER informou que a malha rodoviária do Estado é dividida em rodovias federais, rodovias estaduais e vicinais: "as vicinais estão sob administração das Prefeituras Municipais" e acrescentou que a Estrada do Caulim, "que liga os municípios Suzano e Ribeirão Pires, é uma vicinal e, portanto, não é administrada pelo DER."

O DER acrescentou que "a nova gestão do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) iniciou um amplo levantamento sobre toda a malha viária sob administração do Departamento e as estradas vicinais. Após essa análise, será possível definir uma programação para o início dos serviços de obras inclusive nessas estradas vicinais."

Receba novidades por e-mail. É Grátis!

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.