Prefeitura de Guarulhos estuda parceria para criação de hortas orgânicas e sustentáveis na cidade

Integrantes do Departamento de Acompanhamento e Controle de Ocupações Irregulares (Dacoi) estiveram na última quarta-feira (6), no Instituto Cidades Sem Fome, no bairro paulistano de São Mateus, para conhecer o trabalho desenvolvido no local e discutir formas de parceria para criação de hortas orgânicas e sustentáveis para Guarulhos.

Realizado há mais de 14 anos, por iniciativa de Hans Dieter Temp, o programa já conta com núcleos espalhados por diversas regiões. Desenvolve projetos de agricultura sustentável em áreas diversas, urbanas e rurais, baseados nos princípios da produção orgânica e comunitária. O objetivo da ação é levar a auto-suficiência financeira e de gestão para os beneficiários dos projetos. Criando oportunidades de trabalho para pessoas em vulnerabilidade social, além de melhorar a situação alimentar e nutricional de crianças e adultos.

A ação vai ao encontro do plano de governo, no sentido de buscar novas ações sociais e parcerias que minimizem o impacto do crescente avanço das ocupações irregulares. Para o diretor da Dacoi, Waldemar Luiz Tenório de Lima, a reunião foi bastante positiva. “O modelo sustentável apresentado traz à cidade benefícios sociais, gerando trabalho e renda à população e, benefícios ambientais, com a reutilização de áreas públicas e da educação ambiental ministrada nas escolas do município, e ainda, a capacitação profissional. São novas formas de ocupação que trazem perspectiva de geração de trabalho e reinserção social, como prioriza o governo. A ocupação dos espaços de forma a beneficiar toda a sociedade”, ressaltou Tenório.

Publicidade

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.