Guarulhos: Vacinação contra a gripe começa nesta quarta-feira (10)


Mais de 310 mil pessoas devem ser imunizadas contra a gripe em Guarulhos, a partir desta quarta-feira (10) até o próximo 31 de maio, na 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza.

Neste ano, a primeira etapa da campanha priorizará crianças menores de seis anos (com idade entre seis meses até cinco anos, 11 meses e 29 dias), além das gestantes e mulheres que tiveram filho nos últimos 45 dias (puérperas). As doses serão disponibilizadas em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

No sábado (4 de maio) acontece o Dia D de Mobilização Nacional, com a abertura de todas as UBS, das 8h às 17h, para reforçar a vacinação. A meta é imunizar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários contra o influenza. Para tanto, neste ano, a campanha será realizada em duas etapas.

Na segunda fase, a partir de 22 de abril, serão imunizados os demais públicos contemplados: profissionais de saúde; professores das redes pública e privada; pessoas com idade igual ou superior a 60 anos; povos indígenas; jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além das pessoas portadoras de doenças crônicas mediante prescrição médica.

Nesta campanha, também serão disponibilizadas as demais vacinas do Calendário Nacional de Vacinação para atualização da carteirinha dos públicos contemplados. Segundo o Ministério da Saúde, a iniciativa tem por objetivo resgatar as pessoas não imunizadas e colocar em dias as doses em atraso, considerando o risco para as doenças imunopreveníveis.

Vacina trivalente

Produzidas pelo Instituto Butantan, as doses utilizadas nas campanhas nacionais contra a influenza são trivalentes e protegem contra três tipos de vírus: A H1N1, A H3N2 e B. A composição da vacina é estabelecida anualmente pela Organização Mundial de Saúde (OMS), de acordo com as informações recebidas de laboratórios de referência sobre a prevalência das cepas dos vírus em circulação.

As pessoas contempladas com a vacinação contra a influenza pelo SUS integram os grupos considerados de risco para o agravamento da doença, segundo o Ministério da Saúde. Por isso, a imunização deste público é uma estratégia adotada para reduzir internações, complicações e mortes em decorrência da gripe.

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.