Guarulhos: Trabalho reúne pais de alunos do programa Jovem Trabalhador para bate-papo

Fotos: Sidney Barros/ PMG

Cerca de 80 pais e responsáveis por alunos dos cursos do programa Jovem Trabalhador reuniram-se na manhã desta quinta-feira (28), no Adamastor Centro, para participar de um bate-papo promovido pelo setor pedagógico da Secretaria do Trabalho.

O objetivo do evento foi aproximar os pais da coordenação dos cursos, apresentar a equipe pedagógica, esclarecer dúvidas, além de promover uma dinâmica na qual os pais escrevem uma carta que, posteriormente, será entregue aos alunos.

A secretária do trabalho, Telma Cardia, disse estar surpresa com a adesão à reunião, que até hoje foi a que contou com maior número de pais e responsáveis presentes. “É muito bom ver todos vocês aqui. Isso mostra que estão interessados em participar da vida dos nossos jovens e que nós compartilhamos do mesmo objetivo, que é oferecer um futuro melhor para eles”, afirmou.

Telma aproveitou a oportunidade para explicar que os cursos oferecidos são escolhidos após uma pesquisa de mercado que busca reconhecer quais são as profissões do futuro e quais habilitações o mercado de trabalho busca nesta nova geração. Além disso, lembrou aos pais sobre a importância de dar atenção aos jovens e de dizer palavras de apoio. “Nunca digam para os filhos de vocês que eles não podem fazer algo. Nós devemos motivá-los, mostrar que o futuro pode ser melhor, estarmos presentes o máximo possível”, ressaltou.

Maria Aparecida Bezerra, mãe do Bruno Henrique, de 17 anos, que está cursando robótica, diz estar animada com o curso. "Eu adorei a iniciativa da Prefeitura em oferecer estes cursos, ele está gostando muito. Quero um futuro melhor para ele, ele ainda está no Ensino Médio e espero que através do curso ele possa crescer profissionalmente” afirmou.

Orientações aos pais

Rildo Francisco Rocha, professor e psicólogo, e Mércia Cristina Gonçalves, coordenadora pedagógica do programa, ambos do Centro de Inclusão Digital e Aprendizagem Profissional (CIDAP), conversaram com os pais sobre a estrutura do curso e do centro, responsabilidade e comprometimento dos alunos, orientações envolvendo faltas, questões de saúde dos alunos, benefícios, horários, entre outros. Esclareceram ainda que qualquer problema que os alunos tenham, tanto em sala de aula ou em relação à estrutura do curso, deve ser apresentado para a coordenação para que providências sejam tomadas.

Publicidade

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.