Após mais de dois meses sem carne e frango, merenda de creches de Biritiba Mirim voltam a servir as proteínas

Creches de Biritiba Mirim voltam a servir carne e frango na merenda. — Foto: Reprodução/TV Diário

Prefeitura fez compra emergencial de carne e frango que deve durar até o final do ano.

Após mais de dois meses sem, carne e frango voltaram a fazer parte do cardápio da merenda nas creches de Biritiba Mirim. A prefeitura fez uma compra de emergência até que a nova empresa entregue os alimentos.

Depois o feriado prolongado, as crianças da creche Lucídio Leme da Cunha voltaram às aulas e os pais estavam na expectativa e na dúvida se nesta terça-feira (20) as crianças teriam a merenda completa.

“Não deram previsão para a gente. A única coisa que eles só mandavam o cardápio para gente no caderno, que tava tendo muita repetição. Mas previsão de quando isso vai melhorar, não passaram para a gente", diz a agricultora Danielly Matos.

A dona de casa Talita Nunes foi na expectativa de que o problema seria resolvido. “Estão voltando as crianças à escola hoje, hoje dá pra saber se está tendo as coisas ou não", pontuou ela na porta da escola.

Em nota enviada à produção do Diário TV, a prefeitura diz que a compra das proteínas, para complementar a merenda foi feita, até a situação com empresa fornecedora ser normalizada.

Walter Tajiti, prefeito em exercício, detalhou o tipo da compra realizada. “Nós fizemos uma compra emergencial de 300kg de carne moída e 150 kg de frango desfiado, que devem durar até o final do ano letivo para suprir essa falta de carne que houve", destacou.

Na cozinha da creche Otavio Garcia Fernandes havia embalagem de carne moída ainda congelada. E nn fundo da panela, mais carne sendo preparada,

"Hoje nós temos arroz, feijão, carne moída com batata, cenoura, salada de pepino e tomate. De sobremesa, fruta", disse a coordenadora da creche, Fernanda Cardoso.

No começo do mês, o Diário TV mostrou a reclamação dos pais por causa da falta de proteína e de alguns itens da merenda, como bolachas. À reportagem, a prefeitura disse que o problema foi uma herança da gestão do prefeito afastado Jarbas Ezequiel de Aguiar.

Ele foi afastado em setembro por improbidade administrativa. Enquanto isso, de acordo com os pais, há dois meses a proteína servida nas refeições era ovo.

Agora, com a merenda resolvida, é menos uma preocupação para os pais de mais de 210 crianças, das duas maiores creches de Biritiba Mirim.

“A gente fica preocupado, porque a gente sai para trabalhar e deixa as crianças na creche e, às vezes, a criança fica reclamando que não está sendo bem alimentada. Aí a gente fica no trabalho preocupado", ressalta o motorista Adriano Silva Valencio.

Publicidade

Curtiu nosso trabalho?

Clique nos botões e siga a gente nas redes sociais.